29 de jul de 2013

Resenha: It Girl #8 - Garotas, Surpresas e Segredos



Classificação: 3/5
Posição na meta de 2013: 4º
Editora: Galera Record
Autor: Cecily von Ziegesar
Ano: 2013
Páginas: 256
ISBN: 8501089192
Brett Messerschmidt está planejando o baile de férias anual e a troca de presentes da Academia Waverly. Mas quando alguns estudantes empreendedores decidem que jogar segredo satanás é infinitamente mais divertido, toda a escola começa a agir de forma impertinente. Agora tudo o que Brett quer para o natal é um feriado tranquilo e um beijo de um certo alguém sob o visco. Pena que Callie Vernon tem a mesma ideia. Oh não... Todos na Waverly está entrando no espírito de dar e doar do natal. O único presente que Tinsley Carmichael quer desembrulhar este feriado é o seu novo namorado, Julian McCafferty. Mas o que vai acontecer quando ela descobrir um segredo obscuro de seu passado ao invés disso? Papai noel sabe quando você foi mau ou bom... Mas qual é o ponto de ser bom se ser mau é muito mais divertido?

O que falar de "Garotas, surpresas e segredos"? Bom, todos do blog já estão cansados de ler que eu sou viciada, amo e sou apaixonada por essa série, mas tenho que confessar uma coisa pra vocês: já tô cansada da mesmisse!

Sabe quando você lê um livro e parece que já leu isso em outro lugar? Pois é, no meu caso foram 7 livros que eu já li e percebo um padrão infinito. Diferentemente de Gossip Girl, embora a série não abordasse temas muito complexos, a autora abordava a fundo a história de vida de cada personagem e o que acontecia com eles, por isso tudo o que acontecia na vida deles tinha um sentido, ou uma linha de raciocínio no mínimo ok, porque as coisas iam acontecendo. Já em It girl, aprece que em cada livro que eu leio, alguma coisa nova tem que acontecer, ou melhor, surgir pra deixar o leitor toda hora entretido na história para que ele compre o próximo volume do seu livro. O que acontece? Temos personagens abordados bem levemente, uma história sem propósito e uma série que tinha tudo para ser um sucesso, se tornando fraca e massante.

Confesso que para mim foi super difícil falar "mal" desse livro exatamente por ser fã da série. A história não é assim de todo ruim. Temos a personagem Brett que está envolvida em um novo e outro romance - detalhe que ela já se envolveu com três pessoas, quatro contando esse novo relacionamento e somente uma foi abordada de um jeito ok e outro que acabou do nada e um ex-namorado que simplesmente existia, apenas -, temos Brandon e sua paixão pela filha do diretor e vemos um lado um pouco mais fragilizado de Heath Ferro, o canalha da série. Só. O livro valeu a pena por causa de três personagens que nem eram assim tão frequentes na história.

Entrando em maiores detalhes sobre a história, nesse livro temos um grupo de calouras que seguem Jenny por uma semana, todos os dias, o dia inteiro, filmando um documentário de como é ser uma it girl no colégio interno, Tinsley enlouquecida tentando descobrir com quem foi a primeira vez de seu namorado, Brett pirando por causa da organização de um evento anual do colégio e Callie e seu drama horrível em "como sobreviver solteira no campus". Sério. A autora poderia ter criado um enredo muito melhor do que esse.

Em todos os capítulos temos aquela pitada de humor que é clássica de Cecily e é impossível não rir em pelo menos um a cada dois capítulos. A leitura é leve, tranquila e bem humorada, mas para quem já segue há 7 livros e pelo menos uns 5, 6 anos de série acompanho somente as publicações no Brasil, confesso que já estou cansada e estou desesperada por algo a mais nessa série.

Um comentário:

  1. Nunca ouvi falar dessa série, mas só de saber que tem 7 livros já, desisto de ler, rs. Séries compridas assim me irritam. Para mim, uns 6 livros no máximo, rs. O único que abro uma exceção é Diários do Vampiro, rs. Mesmo sendo engraçada, e uma boa história, pelo que voce contou, não teria coragem de ler tudo, rs.
    Ótima resenha!
    Beijos,
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir