19 de out de 2013

Resenha: "The Lying Game"


Classificação: 4/5
Posição na meta de 2013: 5º
Editora: Rocco - Selo Jovens Leitores
Autor: Sara Shepard
Ano: 2013
Páginas: 296
ISBN: 978-85-7980-149-5

O jogo vai começar. Primeiro volume da nova série da autora de Pretty Little Liars, que ficou mais de 50 semanas no ranking do The New York Times e vendeu mais de cinco milhões de exemplares, O Jogo da mentira acompanha a história de duas gêmeas separadas ao nascer e unidas por um misterioso assassino. Com uma trama ainda mais intrincada e sombria, que tem início quando Emma resolve trocar de lugar com a irmã, a série repete a trajetória de sucesso de PLL, com um enredo repleto de suspense, intrigas e reviravoltas de tirar o fôlego, e uma bem-sucedida adaptação para a TV.



Quando li os dois primeiros volumes de Pretty Little Liars, confesso que gostei bastante do estilo da narrativa de Sara Shepard... Ela consegue entreter o leitor de uma maneira que é impossível largar do livro sem saber o que vai acontecer nas próximas páginas. Pesquisando mais sobre a autora, descobri "The Lying Game" e comecei a ler há uns dois anos atrás em inglês, mas não terminei por causa da correria com o vestibular e tudo mais... Foi então que esse ano, em uma livraria, vi na bancada e saí correndo pedir pro meu namorado comprar pra mim.

O livro em si tem uma pegada super legal e bem diferente de alguns livros que li. O livro é narrado por Sutton, irmã gêmea de Emma. E olha que legal gente: Sutton está morta e não se lembra de nada. Ou seja, ela soube que tinha uma irmã gêmea logo depois que morreu #tenso. Como Sutton não se recorda de nada, ela não dá muitos detalhes de sua vida pré-morte, a não ser por alguns flashbacks que acontecem em determinados momentos. Sutton narra o livro em primeira e terceira pessoa, nos contando sua parte da história e o que acontece também com Emma.

Confesso que os primeiros capítulos do livro forem meio chatos... parece que a história não fluía, sabe? Não sei se isso é culpa por eu já saber o que acontecia nos primeiros capítulos, mas foi meio chato ficar lendo sobre como Emma nomeava algumas estrelas, como Emma tinha vivido nos tempos com a mãe - parece que essa parte não parava de se repetir! A história começa a fluir mesmo quando Emma encontra sua irmã gêmea no Facebook e sem saber que ela estava morta, marca um encontro com a suposta Sutton por lá mesmo.

Como Sutton está morta, óbvio que Emma não a encontra e o pior de tudo: tem que começar a se passar por Sutton, viver sua vida, conviver com suas supostas amigas porque tem alguém a ameaçando de morte caso ela não faça isso - e é então que Emma descobre que Sutton está morta #babado.

Bom gente, o livro todo é uma delícia de ler, fiquei presa à leitura e era impossível largar esse livro em casa. Andei com ele dentro da bolsa em todos os dias que fiquei lendo e confesso que eu não queria terminar de ler, simplesmente porque eu quero mais! Sério, alguém me dá a continuação desse livro AGORA!! O único motivo por eu ter tirado um pontinho da classificação do livro foi por causa da enrolação básica no começo, mas tirando isso, amei, amei, amei!

E ah, sem comparações com Pretty Little Liars! Claro que ambas histórias são de um tema parecido, suspense e investigação, mas são histórias diferentes com propósitos diferentes! Porém acredito que por ter uma pessoa morta narrando a história, The Lying Game seja um pouco mais interessante. ♥

Um comentário:

  1. Olá hoje resolvi dar uma passadinha em alguns blogs, gostei bastante do seu. Espero que visite o meu toqueversatil.blogspot.com

    ResponderExcluir