26 de jan de 2014

Resenha: Perfeitas - Pretty Little Liars #3


Classificação: 3/5
Posição na meta de 2014: 1º
Editora: Rocco - Selo Jovens Leitores
Autor: Sara Shepard
Ano: 2011
Páginas: 312
ISBN: 978-85-7980-062-7

Em uma cidade onde a fofoca prospera como a hera que se agarra a suas casas, onde residem os mistérios por trás de cercas cuidadas e os esqueletos se escondem em cada closet, quatro meninas perfeito para o futuro não são tão perfeitas quanto parecem. Três anos atrás, Spencer, Aria, Emily, Hanna, e sua melhor amiga Alison foram as meninas em Rosewood Day School. Eles clicado pelos corredores nos seus apartamentos, Miu Miu, curtida em seus biquinis correspondência Pucci, e riu-se por trás de suas unhas recém-cuidada. Eles foram, todos meninas adoraram, mas secretamente odiava, especialmente Alison. Então, quando Alison desapareceu misteriosamente uma noite, de Spencer, o Aria, Emily, e luto Hanna foi tingida com. . . alívio. E quando o corpo de Alison foi descoberto mais tarde em seu próprio quintal, as meninas foram forçadas a desenterrar algumas lembranças feio de seu velho amigo, também. Poderia haver mais a morte de Alison que ninguém percebe? Agora alguém chamado A, alguém que parece saber tudo, é apontar o dedo a um deles para o assassinato de Ali. Como obter os seus segredos mais escuros e seus escândalos se tornam mortais, um está prestes a arruinar a sua vida perfeita pouco para sempre.
Sinopse retirada do Skoob


Perfeitas é o terceiro volume da série Pretty Litte Liars de Sara Shepard, uma série de livros que se tornou um seriado conhecido praticamente no mundo inteiro. Porém como todos nós sabemos, os livros sempre são diferentes dos seriados, que não passam de uma adaptação da história. Ou seja, sempre há muito mais nos livros adaptados pra televisão. Com Perfeitas isso não é diferente.

O terceiro livro da série é cheio de dramas, principalmente dramas familiares, mais do que os outros dois. Temos Spencer sendo indicada para o prêmio Orquídea Dourada pelo seu trabalho copiado de sua irmã Melissa, Hanna deixando de ser a garota mais popular, Aria tendo sua vida completamente bagunçada e Emily saindo aos poucos do armário e começando a descobrir quem realmente é. Porém todos os dramas são necessários porque vemos que são eles que fazem com que as meninas comecem a se reaproximar.

O livro continua na mesma base dos outros dois livros da série. Cada capítulo para cada personagem, fazendo com que conheçamos mais profundamente cada um, algumas vezes até personagens secundários, o que eu achei bem bacana. A- aparecendo nos piores momentos e ameaçando as meninas... Porém percebi que a história deu uma guinada. A própria autora diz nos "Agradecimentos" no final do livro que Perfeitas foi o mais difícil de escrever da série, porque todo o drama e todas as mudanças que aconteceram no livro foram feitas propositalmente, para que no próximo - pelo menos no meu entendimento - a história siga finalmente para o seu rumo.

Pessoalmente, eu não gostei muito dessa guinada abrupta na história. Achei que foi uma coisa meio "do nada", brigas aparentemente sem motivo... Amizades que a autora classifica como profundas, digamos assim, acabando por brigas superficiais. Algumas coisas que aconteceram com Aria me deixaram super revoltadas. A menina não teve descanso nenhum em todo o livro. Sabe aquela coisa de pior não fica? Pois é, com Aria tudo o que é ruim, consegue ficar péssimo, que consegue ficar terrível, que consegue piorar tudo mais ainda. E calma lá porque daqui a pouco vem mais bomba! Pelo amor de Deus, é muita coisa acontecendo de uma vez só com uma personagem! Hahaha. Porém gostei bastante do rumo que tudo isso levou. Acho que no final Sara conseguiu amarrar tudo o que aconteceu ao invés de deixar os acontecimentos meio soltos. E confesso pra vocês, estou mega ansiosa para começar a ler o próximo livro!

Até ao próximo post, pessoal!

Beijinhos,
Mi

Nenhum comentário:

Postar um comentário