9 de out de 2014

Resenha: "Não se apega, não"



Classificação: 4/5
Posição na meta: 4º
Editora: Intrínseca
Autor: Isabela Freitas
Ano: 2014
Páginas: 256
ISBN: 9788580575330
Desapegar: remover da sua vida tudo que torne o seu coração mais pesado. Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. Qual é o problema de ficar sozinha? Que me desculpe o criador da frase “você deve encontrar a metade da sua laranja”. Calma lá, amigo. Eu nem gosto de laranja. O amor vem pros distraídos. 
Tudo começa com um ponto-final: a decisão de terminar um namoro de dois anos com Gustavo, o namorado dos sonhos de toda garota. As amigas acharam que Isabela tinha enlouquecido, porque, afinal de contas, eles formavam um casal PER-FEI-TO! Mas por trás das aparências existia uma menina infeliz, disposta a assumir as consequências pela decisão de ficar sozinha. Estava na hora de resgatar o amor-próprio, a autoconfiança e entrar em contato com seus próprios desejos. Parece fácil, mas atrapalhada do jeito que é, Isabela precisa primeiro lidar com o assédio de um primo gostosão, das tentações da balada e, principalmente, entender que o príncipe encantado é artigo em falta no mercado. Isabela Freitas, em seu primeiro livro, narra os percalços vividos por sua personagem para encarar a vida e não se apegar ao que não presta, ainda assim, preservando seu lado romântico.

Confesso que quando comecei a ler esse livro, pensei que fosse algo de auto-ajuda ou coisa do tipo, mas graças a Deus estava enganada. Todo mundo no meu Instagram estava lendo esse livro e como eu nem sou curiosa cofcof, decidi comprar e ler. E adorei.

Como eu disse no começo, pensei ser um livro de auto-ajuda e como eu tenho preconceito com livros do tipo - confesso! - já comecei a julgar... porém eu fui lendo, lendo e então fui dando mais e mais risadas, me divertindo com o que estava escrito e melhor ainda: me identificando. Pessoalmente, eu acredito que não tenha nada melhor do que se identificar com um livro que a gente leu. Acho que quando a gente não se identifica nem um pouco com a história, ela acaba perdendo um pouco da graça, por mais que o autor seja fenomenal. Até mesmo com os livros de histórias de suspense, aventura nós acabamos nos identificando um pouco, não necessariamente com a situação, mas com traços de personalidade de cada personagem ou sentimentos... Foi assim que eu me senti no livro. Não vivenciei todas as experiências - e nem tem como, né gente? - que ela viveu, porém algumas bem parecidas e acabei me identificando bastante.

Quanto ao estilo de escrita, achei bastante dinâmico. Achei um pouco parecido com os livros da Thalita Rebouças, ou seja, é aquela escrita conversada, sabe? Parece que a autora está sentada na nossa frente em uma mesa de bar nos contando a história dela... aquela coisa bem descontraída e divertida. Acho que deve ser uma coisa de autores cariocas, viu gente! Confesso que foi uma delícia. 

Acho que teve somente uma parte do livro em que não me senti muito motivada a ler porque a autora se demorou em alguns aspectos para falar realmente o que estava passando e sou um pouco impaciente pra ler muitas frases sobre um assunto só, ahaha mas como demorei um pouco para fazer a resenha fail eu não me lembro exatamente a parte, porém não é algo que prejudica a leitura, principalmente se você não se incomoda com algumas frases repetitivas, que não são muitas, vou logo avisando, haha.

Resumão do que achei do livro: adorei! Uma leitura leve, descontraída e que faz a gente pensar um pouco sobre as nossas decisões, nossas vivências... Achei um super "ar fresco", sabe? Era como se eu estivesse lendo e ao mesmo tempo uma brisa estivesse batendo no meu rosto... ai gente, tô poética hoje! Hahaha. 

Espero que vocês tenham gostado da resenha, eu estou bastante animada com a volta do blog! Quero continuar escrevendo aqui para vocês sempre sobre os livros que li e que tive oportunidade de comprar também - ou seja, muitos, haha. 

A novidade master ainda está pra chegar! Em breve vocês saberão o que é! Hihihi. Próximo post, pessoal!!! 


2 comentários:

  1. Olááá
    Também adorei o livro haha muito divertido com ótima dicas e exemplos, gostei mesmo e espero ler outros da autora, fico feliz que tbm tenha curtido a leitura.
    Ótima resenha.

    Beijooos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/2014/10/resenha-o-imperio-dos-vampiros.html

    ResponderExcluir
  2. Nossa, eu também pensei que era um livro de auto ajuda. Ainda bem que você citou isso na resenha. hahaha Quero comprar agora, parece ser um livro bacana. Sem falar que sempre curti os textos da Isa.

    www.nahboa.com

    ResponderExcluir